terça-feira, Março 17, 2009

Primavera





Como escolher uma creche

Recolher impressões de outros pais é um bom ponto de partida para fazer uma lista de estabelecimentos a visitar. Se possível, leve o seu filho consigo. Conversar com a direcção e com a educadora que, em princípio, ficará com a criança, é fundamental. Caso lhe dificultem o acesso a diferentes espaços, exclua essa escola. É importante sentir-se confiante com a selecção da creche ou jardim-de-infância e assegurar-se de que as crianças passam o dia num ambiente saudável e equilibrado.
Na creche
Para um melhor crescimento da criança, e a rotina diária não seja passada entre quatro paredes, a concepção de espaços diferenciados é fundamental. A creche, para crianças entre os 4 meses e os 3 anos, deve ter uma copa de leites e salas distintas, equipadas de acordo com a idade. O berçário, com o máximo de 8 bebés, inclui a sala de berços e a sala-parque. Duas salas de actividades são o mínimo exigível numa creche. Boas condições de higiene e de segurança, além de adequada iluminação e ventilação, são critérios a verificar e a não descurar.
As instalações sanitárias da creche diferem das do jardim-de-infância, o que está associado à transição do bacio para a sanita. Alguns chuveiros de água quente e fria são essenciais.
Para evitar choques entre crianças em fases distintas de desenvolvimento físico, o espaço exterior da creche diferencia-se do concebido para o jardim-de-infância. Em ambos, o equipamento (baloiços, escorregas, etc.), bem concebido e conservado, deve estar montado sobre areia ou gravilha fina, e não sobre cimento, ladrilho ou piso empedrado. A zona circundante pode ser de terra batida ou relva. Uma horta é um extra importante.

No jardim-de-infância
Cada sala, dividida por grupo etário (entre 3 e 6 anos), só pode ter entre 20 e 25 crianças. Caso haja um grupo homogéneo de 3 anos, só pode ter 15 crianças.
Nesta idade, é também essencial que as opções ao nível do equipamento recreativo e pedagógico sejam bastante variadas, com boas condições de higiene e segurança.
As casas de banho devem ter lavatórios e sanitas em número suficiente, papel higiénico, sabonete e toalhas ao alcance das crianças.
Áreas comuns interioresNa falta de espaço exterior coberto, a sala polivalente pode substituí-lo, estando apta para várias actividades (ginástica, teatro, jogos, etc.). Por esse motivo, não necessita de muito equipamento. É também nesta sala que as crianças mais pequenas podem dormir a sesta.
A sala de refeições é imprescindível. A cozinha, onde a higiene é crucial, deve estar bem equipada.
In Deco

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails